Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2011

António José Seguro, candidato a secretário-geral do PS,na Madeira

Imagem
António José Seguro, candidato a secretário-geral do PS, afirmou este domingo ser defensor da autonomia regional, numa apresentação do seu programa no Funchal.

Seguro apresentou a moção Um Novo Ciclo com o apoio do líder regional do partido, Jacinto Serrão. «Sou um defensor da autonomia regional, mas não para agradar aos madeirenses. Na minha concepção de Estado moderno, é indispensável que as comunidades políticas que têm determinadas características de unidade regional tenham possibilidade de serem dotadas de governos próprios, tenham competências próprias e orçamentos e recursos para melhor executarem o investimento público e resolver os problemas das pessoas», defendeu.

O candidato à liderança do PS disse também concordar com Mário Soares, que sábado defendeu uma refundação do partido. «É indispensável que o PS proceda a uma actualização da sua proposta política, em respeito pelos seus valores de sempre e fundacionais», comentou.

Por fim, uma «bicada» a Passos Coelho: «Viajei em clas…

Política - António José Seguro defende maior abertura do partido aos cidadãos - RTP Noticias, Vídeo

POR : JOSÉ MAGALHÃES

Imagem
I No rescaldo das derrotas eleitorais,a inevitável necessidade de "cura de oposição" convida à autocrítica sobre políticas falhadas e à valorização de sucessos. Mas o êxito da cura depende decisivamente de quem lidera o processo.
A boa liderança nunca esquece que a mais devastadora derrota não apaga as "marcas de mudança" capazes de servir de esteio à crítica sólida ao novo Governo e preservar a autoestima e identidade política.No caso do PS, o seu papel-chave no sistema político mantém-se e a sua "marca" tem a responsabilidade de assegurar oposição eficaz e a alternância, um dia.
Já aconteceu antes, mas acontece agora sob forma inédita.A primeira responsabilidade do PS começa a exercer-se já,em ritmo acelerado pela necessidade de não deixar a coligação de direita de mãos livres nos meses iniciais de "governação partilhada" com a troika.O PS conhece como ninguém as metas e prazos que negociou ( e também o que não negociou nem aceitou) e tem o de…

CARTA DE CHAMADA

Imagem

APRESENTAÇÃO DA CANDIDATURA DE ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

Imagem

A NOSSA FORÇA.... O VOTO!

Imagem