quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Francisco Assis diz que todos os investimentos devem ser avaliados - Política - PUBLICO.PT

Francisco Assis diz que todos os investimentos devem ser avaliados - Política - PUBLICO.PT

Bloco de Esquerda: “A receita é antiga e acrescenta recessão à recessão” - Política - PUBLICO.PT

Bloco de Esquerda: “A receita é antiga e acrescenta recessão à recessão” - Política - PUBLICO.PT

PCP: Jerónimo de Sousa rejeita medidas “de ofensiva brutal” - Política - PUBLICO.PT

PCP: Jerónimo de Sousa rejeita medidas “de ofensiva brutal” - Política - PUBLICO.PT

PSD apela ao Governo para que reconsidere novo aumento de impostos - Política - PUBLICO.PT

PSD apela ao Governo para que reconsidere novo aumento de impostos - Política - PUBLICO.PT

Comunicado: Principais Medidas para o Orçamento do Estado 2011 e para reforço da execução orçamental de 2010

Comunicado: Principais Medidas para o Orçamento do Estado 2011 e para reforço da execução orçamental de 2010

Ministro das Finanças congela investimento do Estado até final do ano - Economia - PUBLICO.PT

Ministro das Finanças congela investimento do Estado até final do ano - Economia - PUBLICO.PT

Salários acima de 1500 euros com cortes entre 3,5 e 10 por cento - Economia - PUBLICO.PT

Salários acima de 1500 euros com cortes entre 3,5 e 10 por cento - Economia - PUBLICO.PT

Governo sobe IVA para os 23% em 2011 - Economia - PUBLICO.PT

Governo sobe IVA para os 23% em 2011 - Economia - PUBLICO.PT

terça-feira, 28 de setembro de 2010

terça-feira, 21 de setembro de 2010

sábado, 18 de setembro de 2010

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Charges.com.br, por Maurício Ricardo

Charges.com.br, por Maurício Ricardo

Charges.com.br, por Maurício Ricardo

Conflitos actuais são tema da Conferência do Funchal | DNOTICIAS.PT

http://www.viriatosoromenho-marques.com/
http://www.conferenciainternacionalfunchal.com/

Viriato Soromenho-Marques, a Senior Policy Advisor to Ecologic, teaches Political Philosophy and Philosophy of History in the Department of Philosophy of the University of Lisbon.

Since 1978 Viriato Soromenho-Marques has been engaged in the civic environmental movement in Portugal and Europe. He was Chairman of Quercus (1992-1995) and representative of the Portuguese environmental NGOs in the Economic and Social Council (1992-1996). In May 1998 he was elected member of the Portuguese National Council on Environment and Sustainable Development. He is member of the international Society for Ecological Economics, and of the American Political Science Association. He was elected Vice-Chair of the European Environmental Advisory Councils network (2001-2004).

Viriato Soromenho-Marques was the representative of public opinion in the Press Council (1985-1987). He is a regular contributor to some Portuguese mass media, particularly the Jornal de Letras, Rádio Renascença RTP-2 and the Portuguese Section of the BBC.

Comboio nocturno para Lisboa


Um fenómeno de vendas em toda a Europa. Há versão portuguesa.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

PS e PCP convergem na acção e distanciam-se na 'plataforma democrática' | DNOTICIAS.PT


"QUANDO A DITADURA É UM FACTO A REVOLUÇÃO É UM DEVER"...AMADEU PRADO

JORNAL DA MADEIRA-DELIBERAÇÃO DA ERC


a) A observância de práticas não discriminatórias na distribuição, pelos diferentes órgãos de comunicação social, do investimento publicitário oriundo da Região Autónoma, medidas essas que se deverão pautar por critérios de equidade, de proporção e de transparência, em defesa do Governo Regional -,está a pôr em risco objectivo e grave a preservação de um quadro pluralistano subsector da imprensa diária;
Instar o Governo Regional da Madeira a adoptar, no imediato, as providências necessárias e adequadas à supressão dos efeitos nefastos que a sua actuação tem produzido no subsector da imprensa diária da região tendo especialmente em vista:

pluralismo político, económico e outros;
b) A sujeição das suas intervenções na gestão da Empresa do Jornal da Madeira, enquanto seu sócio maioritário, aos princípios da transparência e proporcionalidade;
c) A salvaguarda do pluralismo interno e da independência perante os poderes públicos, no que toca à orientação editorial do Jornal da Madeira;
d) A reformulação do estatuto editorial do mesmo periódico, com acautelamento das específicas exigências que para ele resultam do n.º 6 do artigo 38.º e do n.º 4 do artigo 41.º da Constituição da República, com consequente remessa, nos termos do artigo 17.º da Lei de Imprensa, a esta
Entidade Reguladora;

http://www.erc.pt

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

ONDE PARA O DOSSIER DE IMPRENSA????

Será que a RTP-Madeira se prepara para HIBERNAR O DOSSIER DE IMPRENSA??
A última edição é datada de 27 de Junho, já passou Julho, Agosto, já estamos em Setembro e nada???

O Prós e Contras Já voltou de Férias os Marcelos de Sousas já regressaram, SERÁ QUE A RTP-M SE PREPARA PARA FECHAR DEFINITIVAMENTE O DOSSIER DE IMPRENSA???
Onde estão os debates do Miguel Torres Cunha e Marco Freitas?
Já sei a dita nova grelha lá para Outubro....pois pois ..... que surpresas nos reserva a RTP-M....??!!!

sábado, 11 de setembro de 2010

AQUELE QUE AFIRMOU

sobre o 20 de Fevereiro, após a catástrofe, que "há males que vêm por bem" não diz o mesmo em relação aos incêndios?

Lei Eleitoral "não é uma prioridade" para o PS | DNOTICIAS.PT

(Extrato da Moção apresentada no último Congresso do PS-Madeira da qual foi o 1º subscritor )
indiscutível que a nova Lei eleitoral para o Parlamento Madeirense é uma lei mais justa na tradução de votos em mandatos. Mas também é claro para todos que a ligação entre os Deputados e os cidadãos que os elegem perdeu-se em grande medida, o que dificulta a identificação, essencial em democracia, entre os cidadãos e os seus representantes. Por isso entendemos que o PS-M deve reapresentar à Assembleia Legislativa, na sua versão original, a proposta que foi aprovada pela Comissão Política na Assembleia Regional na altura própria e que prevê os círculos Concelhios em simultâneo com um círculo regional de compensação que garanta a tradução de todos votos em mandatos.
O PS está disposto a considerar a eventual criação de um círculo da emigração na nova proposta de Lei Eleitoral para ALR, salvaguardando, de modo equânime, os direitos dos cidadãos portugueses no estrangeiro originários deste território autónomo da República Portuguesa. No capítulo da promoção da igualdade feminina, procederemos à introdução da paridade na mesma lei eleitoral."

Versão original da proposta apresentada a 24 de Novembro de 2004:

Esta proposta(8 deputados no Círculo de compensação) foi concretizada com um objectivo que todos os votos contem, que haja uma justa tradução de votos em mandatos, que exista uma efectiva aproximação e consequente responsabilização do deputado perante os eleitores que o elegeram e the last but not de least os pequenos partidos não fossem prejudicados. O Ultraperiferias afirmou que existiu uma reunião na Quinta Vigia entre Serrão e Jardim e fruto desse encontra Serrão terá apresentado a proposta que se segue. Esta proposta anunciada no Ultraperiferias alegadamente apresentada por Serrão (e nunca desmentida) é que reduzia o número de deputados do Círculo de Compensação para 4 que prejudicava os pequenos partidos.

Não aceito o meu nome na imprensa como a notícia e o comunicado do PS de hoje que me associa a esta proposta de Lei Eleitoral, que reduz para 4 o número dos deputados do círculo de compensação e que prejudica os pequenos partidos. Não foi essa a proposta que fiz.



BE-Madeira reafirma convergência partidária | DNOTICIAS.PT

BE-Madeira reafirma convergência partidária DNOTICIAS.PT: "BE-Madeira reafirma convergência"

It's a Book - Walker Books Australia

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Victor Freitas não deveria ter saído, diz Representante | DNOTICIAS.PT


"Victor Freitas não deveria ter saído, diz Representante"


Terça, 27 de Outubro de 2009

Victor Freitas não devia ter sido afastado do parlamento regional. Quem o diz é o representante da República para a Madeira, que sublinha tratar-se de 'um entendimento pessoal e apenas pessoal'. Confrontado pelo DIÁRIO à margem da tomada de posse do Governo, ontem em Lisboa, Monteiro Diniz esclarece que a norma do Estatuto da Região (artigo 30º nº 2) que serviu de base à substituição do deputado do PS, Víctor Freitas, em virtude do regresso de Jacinto Serrão à Assembleia Legislativa, não deveria de ter sido interpretada isolada, mas sim na conjugação com o artigo 33º e com o genérico quadro constitucional legal 'que sempre deverá servir de parâmetro interpretativo em matérias desta natureza'. Se assim fosse, garantiu o juiz conselheiro, 'o deputado a ser afastado deveria ser sempre o que ocupasse o lugar menos graduado na respectiva declaração de candidatura'.


Victor diz que o PS colado ao PSD não ganha eleições | DNOTICIAS.PT 28/07/2010

Victor diz que o PS colado ao PSD não ganha eleições DNOTICIAS.PT

REUNIÕES SECRETAS?

Ultraperiferias
Lei eleitoral: aqui vai a clarificação final!

O pior que podem fazer, é acusar de brincar com coisas sérias. Ora para que tudo fique clarinho como água, e para que se acabe de uma vez por todas estas idiotas tentativas de desvalorizar o facto único do PS local, ao mesmo tempo que anunciava uma “plataforma”eleitoral com a oposição, negociava com o PSD uma nova lei eleitoral. E para que aqueles – incluindo os que provavelmente nem sabiam disso porque aconteceu antes de novas situações pessoais – não insistam num argumento que só os coloca mal, aqui fica um "pedido de esclarecimento" que considero ser a clarificação final: JACINTO SERRÃO TEVE OU NÃO HÁ CERCA DE DOIS MESES UMA REUNIÃO COM ALBERTO JOÃO JARDIM, NA QUINTA VIGIA, TENDO COMO OBJECTO A APRESENTAÇÃO, ANÁLISE E INÍCIO DA NEGOCIAÇÃO DE UMA PROPOSTA DE NOVA LEI ELEITORAL REGIONAL QUE O PS AGORA PARECE ESTAR A QUERER DESVALORIZAR? Repito: fiquemos por aqui. por Filipe Malheiro.
POR VICTOR FREITAS
A última alteração à Lei Eleitoral foi precedida de discussão na Comissão Política do PS-Madeira. Este foi o método! Pena é que pelo caminho ... metamorfoseou-se por geração expontânea e agora ninguem assume a paternidade - nem o PSD-M nem o PS-M.
Nota:os circulos concelhios criam dinamicas próprias que a actual lei retirou, como retirou a responsabilização política do deputado para com os eleitores que o elegeram.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O EQUIVOCADO...


Face ao EQUÍVOCO de LFM gostaria de saber como é que um deputado em 8º lugar substitui outro que está em 9º, 10º ou 11º. Onde é que está escrito uma aberração dessas no ESTATUTO POLÍTICO ADMINISTRATIVO DA RAM? Nós vivemos num Estado de Direito e seguimos o que está na LEI. Há quem pense que vale tudo na política, para mim não vale tudo nem na vida nem na política! EU NUNCA, EM MOMENTO ALGUM, IREI SUBSTITUIR QUEM ESTÁ ATRÁS DE MIM MUMA LISTA, SÓ POSSO À LUZ DA LEI E DOS PRINCIPIOS SUBSTITUIR UM DEPUTADO QUE ESTEJA À MINHA FRENTE, DO 1º AO 7º!
Artigo 33º do Estatuto Político da RAM
1- O preenchimento de vagas que ocorrem na Assembleia Legislativa Regional, bem como a substituição temporária de deputados legalmente impedidos do exercicio de funções, são assegurados, segundo a ordem de precedência indicada na declaração de candidatura, pelo candidato não eleito na respectiva lista.

O EQUÍVOCO II

RESPOSTA AO PEDIDO........
ULTRAPERIFERIAS:
"Segunda-feira, Maio 11, 2009"


Serrão regressa e Moisés abandona


Tudo aponta para que Jacinto Serrão, deputado regional e actualmente deputado em São Bento, regresse em Outubro ao parlamento regional devido à sua mais do que provável não inclusão na lista socialista de candidatos. A ser assim, e segundo a lista de candidatos do PS às regionais de 2007, e que o próprio Serrão escolheu, com a sua entrada - dado que Carlos Fino renovou o pedido de suspensão do mandatos por mais seis meses - deverá sair Vítor Freitas. Se os três primeiros candidatos - 1º - Jacinto Serrão de Freitas, 2º - Bernardo Luís Amador Trindade e 3º - Carlos Manuel Nogueira Fino - saíram todos, tendo sido substituídos respectivamente por Victor Sérgio Spínola de Freitas (8º), João Carlos Justino Mendes de Gouveia (9º) e por Jaime Manuel Simão Leandro (10º), tudo indica que o ex-líder parlamentar deverá ceder lugar a Serrão. No caso do PSD, e segundo a respectiva lista de candidatos, e a confirmar-se a candidatura de Rui Moisés à Câmara de Santana, caso esta seja vitoriosa o também presidente da 4ª Comissão Especializada será substituído como deputado por Gustavo Afonso de Gouveia Caíres, curiosamente um ex-deputado e actual Presidente da Junta de Freguesia de Gaula. Isto a manter-se tudo o resto como hoje, nomeadamente os pedidos de substituição dos membros do Governo Regional, Alberto João Jardim, Cunha e Silva e Francisco Jardim Ramos, substituídos por Rubina Gouveia, Sónia Pereira e Vasco Vieira.
Etiquetas: Assembleia da Madeira"
Com a devida vénia ao Chefe de Gabinete do Presidente da Assembleia Regional - Filipe Malheiro

O EQUIVOCO I






A PEDIDO!


In, Diário de Notícias
18 de Fevereiro de 2009
Elvio Passos/Jorge Freitas Sousa


Direcção admite plano para afastar ex-dirigentes do Parlamento Regional


Victor Freitas e Jaime Leandro têm o lugar de deputados na Assembleia Legislativa em risco.


Esse é um dos cenários ponderados por elementos próximos da direcção que ontem excluiu aqueles dois dirigentes. O regresso de Jacinto Serrão e o assumir de mandato por parte de Carlos Fino são vistos como forte possibilidade de acontecer, caso Victor Freitas opte por bater o pé a João Carlos Gouveia e não se demita da liderança do grupo parlamentar socialista.
Nesse caso, o presidente do PS deverá, em mais uma 'prova de força', fazer regressar ao Parlamento Fino e Serrão, o que levaria ao afastamento 'à força' dos até ontem líder parlamentar e secretário-geral do partido. Este era um dos planos ontem comentado. No entanto, suscita algumas dúvidas. A começar pelo facto de que para afastar Victor Freitas, o próprio Gouveia teria de deixar o Parlamento, já que ocupou 9.º lugar da lista de candidatos em que Victor foi 8.º Já com Jaime Leandro essa situação é mais verosímil, uma vez que o ex-secretário-geral foi 10.º na lista. Logo, basta Serrão regressar para Leandro perder o lugar. Embora possível, esse regresso não é confirmado pelo próprio Serrão que recusa comentar 'especulações'. Com ou sem comentários, a verdade é que a direcção do partido tem plano para enfrentar os dirigentes afastados, que pode passar pela saída do parlamento.
Nas eleições legislativas regionais de 2007, Victor Freitas e Jaime Leandro não tiveram eleição directa e só estão no parlamento em substituição dos dois nomes referidos. Uma situação semelhante à do próprio João Carlos Gouveia. Em situação limite, os três podem sair na eventualidade de Bernardo Trindade, hoje secretário de Estado do Turismo, voltar para a Região e confirmando-se o regresso em simultâneo de Fino e Serrão.

O EQUÍVOCO...


http://ultraperiferias.blogspot.com

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

É PRECISO TER LATA!



Miguel Mendonça, apontou o dedo à justiça portuguesa e frisou que a morosidade dos tribunais tem contribuído para o "descrédito do sistema da justiça".
O foragido aos Tribunais vem falar de JUSTIÇA. Esta criatura utilizou a imunidade parlamentar para não dar com os costados no banco do Tribunal vem falar de Justiça??? É PRECISO TER UMA GRANDE LATA!!!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Fidel Castro assume perseguição aos homossexuais em Cuba


A DITADURA DO PRECONCEITO!

BE DISPONÍVEL PARA PLATAFORMA DEMOCRÁTICA COM O PS


Governo da República deixa cair Zona Franca | DNOTICIAS.PT

No dia 12 de Julho o Presidente do PS-Madeira esteve reunido com o Governo da República a acerca deste assunto, era importante que esta matéria fosse rapidamente clarificada para que não persista qualquer dúvida na opinião pública madeirense, sob pena de lançarem sobre o PS-M, mais uma vez, o ónus desta situação(http://www.dnoticias.pt/impressa/diario/opiniao/219860-a-verdade-dos-factos).

De 13 a 31 de Agosto - Presidente do Governo Ausente

É inconcebível que desde o dia 13 de Agosto a Madeira tem estado em chamas e o Presidente do Governo ainda não fez uma visita às áreas ardidas e aos locais onde, ainda hoje, os bombeiros combatem o fogo.
Durante todo este tempo temos um Presidente do Governo Ausente, distante, como se não estivesse a arder a nossa própria casa.
Não interrompam as férias ......
É melhor esperar mais uns dias .... será que o homem irá cair em si? Outros, distraídos, acordaram ontem.