quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O EQUIVOCO I






A PEDIDO!


In, Diário de Notícias
18 de Fevereiro de 2009
Elvio Passos/Jorge Freitas Sousa


Direcção admite plano para afastar ex-dirigentes do Parlamento Regional


Victor Freitas e Jaime Leandro têm o lugar de deputados na Assembleia Legislativa em risco.


Esse é um dos cenários ponderados por elementos próximos da direcção que ontem excluiu aqueles dois dirigentes. O regresso de Jacinto Serrão e o assumir de mandato por parte de Carlos Fino são vistos como forte possibilidade de acontecer, caso Victor Freitas opte por bater o pé a João Carlos Gouveia e não se demita da liderança do grupo parlamentar socialista.
Nesse caso, o presidente do PS deverá, em mais uma 'prova de força', fazer regressar ao Parlamento Fino e Serrão, o que levaria ao afastamento 'à força' dos até ontem líder parlamentar e secretário-geral do partido. Este era um dos planos ontem comentado. No entanto, suscita algumas dúvidas. A começar pelo facto de que para afastar Victor Freitas, o próprio Gouveia teria de deixar o Parlamento, já que ocupou 9.º lugar da lista de candidatos em que Victor foi 8.º Já com Jaime Leandro essa situação é mais verosímil, uma vez que o ex-secretário-geral foi 10.º na lista. Logo, basta Serrão regressar para Leandro perder o lugar. Embora possível, esse regresso não é confirmado pelo próprio Serrão que recusa comentar 'especulações'. Com ou sem comentários, a verdade é que a direcção do partido tem plano para enfrentar os dirigentes afastados, que pode passar pela saída do parlamento.
Nas eleições legislativas regionais de 2007, Victor Freitas e Jaime Leandro não tiveram eleição directa e só estão no parlamento em substituição dos dois nomes referidos. Uma situação semelhante à do próprio João Carlos Gouveia. Em situação limite, os três podem sair na eventualidade de Bernardo Trindade, hoje secretário de Estado do Turismo, voltar para a Região e confirmando-se o regresso em simultâneo de Fino e Serrão.

Sem comentários: