terça-feira, 18 de junho de 2013

INTIMIDAÇÃO DO TEMPO DA IDADE DA PEDRA JÁ NÃO DÁ RESULTADO


 Fátima Menezes ignora Roberto Silva

“Tenho dificuldade em ler sem óculos e neste momento não os tenho”
“O tempo, aqui, não está favorável. Peço aos porto-santenses que rezem ao Sã...o João [santo padroeiro do Porto Santo] para que o tempo melhore e que tenhamos umas festas com sol”. Foi desta forma evasiva e ao mesmo tempo irónica que Fátima Menezes, presidente da Câmara do Porto Santo, se pronunciou ao ultimato dado pela comissão política do PSD local à autarca na sequência de ter como secretária de apoio ao seu gabinete uma candidata às eleições autárquicas pelo Partido Socialista.
Antes de ter confrontado a edil, o DIÁRIO tivera a confirmação que a estrutura partidária social-democrata da ilha teria enviado uma carta, via correio electrónico, assinada justamente por Roberto Silva, presidente deste órgão, onde este solicitava à militante que se pronunciasse formalmente até às 24 horas do dia ontem sobre o facto de ter Ana Marisa Maia como candidata pelos socialistas.
Fátima Menezes não desarmou, continuando no mesmo tom sarcástico e ao que indica irá ignorar o aviso dado pelos companheiros de partido: “Tenho dificuldade em ler sem óculos e neste momento não os tenho”, atirava justamente a poucos minutos do expediente terminar.
Uma polémica que parece estar para durar e caso se mantenha o ‘braço de ferro’ entre Fátima Menezes e Roberto Silva, curiosamente já foram colegas na autarquia com a arquitecta a suceder o funcionário da Empresa de Electricidade da Madeira e actual deputado, caberá todos os elementos da comissão política do Porto Santo decidirem o que acham que deve ser feito, reportando a Alberto João Jardim, líder do PSD-M, a existência de uma candidata da oposição dentro do gabinete do presidente da Câmara.
Dito de outra forma, a ‘batata-quente’ está prestes a cair nas mãos de Alberto João Jardim que tem como sempre a última palavra sobre todos os assuntos pendentes no interior do aparelho e com certeza terá neste imbróglio que tem deixado as hostes social-democratas em ponto de ebulição.
Tudo por que Ana Marisa Maia aceitou ser número dois de Menezes de Oliveira, cabeça-de-lista pelo PS à Câmara do Porto Santo. A técnica e colaboradora directa da edil chegou a admitir a ruptura com Roberto Silva dizendo inclusive que aqueles que apoiam o ex-autarca são “fanáticos”, um adjectivo que incendiou os ânimos.
http://www.dnoticias.pt/impressa/diario/391919/politica/391942-fatima-menezes-ignora-roberto-silva

Sem comentários: