quinta-feira, 1 de abril de 2010

O DIREITO À IGNORÂNCIA.

O Ex-Primeiro Ministro Durão Barroso diz que não tinha conhecimento do négócio dos submarinos, que era um negócio do estado, mas querem fazer crer que o negócio da TVI sendo um negócio de privados o actual Primeiro-Ministro era obrigado a ter. O Primeiro-Ministro é obrigado a saber dos negócios do sector privado, mas quando se trata de negócio públicos da respensabilidade do Estado o Primeiro Ministro já não é obrigado a saber. É O DIREITO À IGNORÂNCIA! Dá jeito, não dá?

Sem comentários: