sábado, 26 de junho de 2010

PSD chega à maioria absoluta com o dobro dos votos do PS | Económico


PSD chega à maioria absoluta com o dobro dos votos do PS Económico: "O PSD alcança 47,7% das intenções de voto e o PS cai para 24,1%, segundo a sondagem de Junho da Marktest para o Diário Económico e TSF.
Dois para um. É esta a relação de forças entre PSD e PS, com o partido de Pedro Passos Coelho a ter em Junho 47,7% das intenções de voto (mais quatro pontos percentuais do que em Maio) e o PS a cair dos 27,6% no último mês, para 24,1% em Junho. Pela primeira vez desde que José Sócrates é líder dos socialistas, um dos dois principais partidos políticos vale metade dos votos do seu principal adversário.
Mas é já a terceira vez consecutiva que o barómetro da Marktest para o Diário Económico e TSF aponta para um reforço das intenções de voto no PSD e uma queda dos socialistas, ou seja, desde a chegada de Passos Coelho à liderança. Caso este resultado fosse validado em urnas, o PSD obteria a maioria absoluta sem necessidade de coligações e o PS regressaria a um resultado ao nível do obtido em 1987 (22%), quando Cavaco Silva alcançou a sua primeira maioria absoluta.
Ainda assim, o nível de indecisos desta sondagem (41,8%) deixa, na opinião de André Freire, tudo em aberto: 'Apesar deste estudo consolidar a tendência de subida do PSD e a queda do PS, se juntarmos aos indecisos a abstenção [4%] e os votos brancos e nulos [6%] tudo pode acontecer'. O professor do Instituto de Ciências Sociais acrescenta, no entanto, que 'a disponibilidade de Passos Coelho para colaborar com o Governo sem assumir o ónus das medidas difíceis está a beneficiá-lo'."

Sem comentários: