domingo, 20 de fevereiro de 2011

20 Fevereiro - UM ANO DEPOIS


Faz hoje um ano que ocorreu o desastre em que as águas desceram furiosas das montanhas, galgaram córregos, ribeiros e ribeiras, arrastaram terra e rocha montanha a baixo em vários pontos da Madeira.
Foi um dia terrível, o mais terrível que vivi, sem comunicações moveis, sem saber o que estava a acontecer àqueles que me são próximos.
Acordei tarde, pelas 9h30, era um sábado, por essa hora era normal estar já pela baixa do Funchal, mas a noite entre amigos e familiares levou-me à cama já tarde. Foi a minha safa. Quando acordei já tinha mensagens no meu telemóvel liguei a rádio e a Jornalista Daniela Maria foi a minha companhia e a voz que relatava os acontecimentos dramáticos que iam ocorrendo. A rádio ligava-nos à realidade da tragédia, aos relatos, os testemunhos, aos acontecimentos. Daniela Maria foi a voz que trouxe aos madeirenses os acontecimentos daquele fatídico dia. Daniela Maria fez um trabalho impressionante, na altura em que parte das redes móveis ainda funcionavam o que nos permitiu ter a percepção da tragédia.
Já mais tarde, quando os telemóveis silenciaram-se, os contactos eram impossíveis, a RTP-M chegou-nos com imagens do que se estava a passar e, da voz e do relato da rádio, passamos para a força das imagens, com a Jornalista Tânia Spínola, que nos foi dando conta da que se passava no Funchal. O resto do dia vivemos as aflições, daqueles que foram apanhados no meio da tragédia, que perderam vizinhos, amigos e familiares, o terror estava estampado nos rostos daqueles que iam aparecendo na TV, e o mesmo terror ia-nos contagiando. Segundos, minutos, horas e dias seguintes, depois do torpor dos momentos vividos se ir dissipando, fomos sendo confrontados com a realidade de que a natureza ainda manda mais que os homens e que essa natureza deve ser respeitada. Passou um ano, as lições do 20 Fevereiro estão aí à vista de todos, mas quem nos governa já esqueceu as lições da natureza e teima em cometer os mesmos erros, até um dia que a natureza nos dê uma nova lição. Por tudo isto, em honra às vítimas do dia 20 de Fevereiro e contra a destruição da baía do Funchal, hoje às 18h00 darei as mãos, para que não se cometam os mesmos erros do passado.

Sem comentários: