quinta-feira, 28 de novembro de 2013

A queda do mito da invencibilidade política do PSD-Madeira



 [Deixo esta de borla para o PSD-Madeira perceber porque tudo mudou]

Há momentos singulares na vida de um povo que levam a uma alteração radical de tudo. No caso da Madeira o momen...to da queda do PSD não foi no dia das eleições Autárquicas a 29 de Setembro de 2013. A queda do PSD deu-se muito tempo antes. O ”momento singular” foi a 27 de Janeiro de 2012, com a assinatura do Plano de Ajustamento para a Madeira.
Eu explico, durante 36 anos os Madeirenses acreditaram que os erros da Governação do PSD da Madeira nunca seriam pagos por nós. Tínhamos razões fundadas para que pensássemos dessa forma. O pagamento da dívida da Madeira por parte do Governo PS de António Guterres criou essa imagem na cultura Madeirense e até na própria cabeça de Alberto João Jardim. A lógica de que “ele defende a Madeira” e ameaça Lisboa e eles mandam dinheiro, caiu por terra. Foi a perceção por parte dos Madeirenses de que “Lisboa já não cede às ameaças, que somos nós que vamos pagar os erros do PSD-M e que a dívida vai cair em cima de todos nós, que leva à queda do PSD-Madeira. O “momento singular” da mudança foi a perceção por parte de todos nós que daqui em diante seremos responsáveis pelos nossos atos e sofreremos as consequências.

Sem comentários: