terça-feira, 14 de julho de 2009

Madeira decreta três dias de luto pela morte de Nélio Mendonça



O ex-presidente da Assembleia Legislativa da Madeira morreu ontem aos 78 anos, no hospital do Funchal onde estava internado. Além de ter sido presidente do Parlamento, Nélio Mendonça era médico de profissão, foi eurodeputado e dirigente desportivo. Guilherme Silva, vice-presidente do parlamento, madeirense e social-democrata, regista a perda que Mendonça representa para a autonomia e a democracia da região autónoma.
As minhas condolências à família e o meu respeito pela sua obra e pela forma moderada e educada como se relacionava com todos os que pensavam de forma diferente.

Sem comentários: