segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O AMANHÃ É JÁ HOJE!

O Plano de Ajustamento acertado entre os Governos do PSD/CDS-PP e PSD-Madeira é uma autêntica PARAGEM CARDÍACA à Madeira e ao Porto Santo.
Disse-o no dia 27 de Janeiro quando foi apresentado publicamente. Não era difícil de prever que o embate das medidas de austeridade levaria à atual situação económica e social. Estava escrito nas estrelas que uma região ultraperiférica, dependente do exterior, com um mercado exíguo e com dificuldades estruturais ancestrais, não aguentaria o embate das medidas de austeridade. Hoje os resultados estão à vista de todos, no desemprego, na falência de empresas, no empobrecimento das famílias, na morte da classe média, na emigração etc. Hoje é unânime na sociedade Madeirense que é necessário uma MUDANÇA no Plano de Resgate sobe pena de nos afundarmos para patamares anteriores à adesão à União Europeia.
Os caminhos perfilhados pela Coligação PSD/CDS-PP e pelo PSD-M vão contra qualquer regra económica empurrando a Madeira para o empobrecimento, para o aumento da dívida, face à diminuição da riqueza (PIB), o que pode colocar a Madeira em risco de incumprir com os compromissos financeiros assumidos junto do Estado Português e da banca.
Esta lógica moral e punitiva, por parte do Governo de Passos e Portas, não resolve nenhuma situação. É necessário rigor e parcimónia na utilização dos recursos públicos, já o alertamos inúmeras vezes ao longo dos anos. O que se trata agora é de resolver o problema e não permitir que os erros do passado voltem a acontecer.
É necessário renegociar o Plano de Ajustamento e relançar o crescimento económico, dando prioridade ao emprego. Qualquer outro caminho, que não tenha como pedra angular o crescimento e o emprego é um erro que todos, Madeirenses e credores, irão pagar muito caro. O amanhã é já hoje, não podemos adiar o nosso futuro por mais tempo.

Sem comentários: