quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O MOTOR DA ECONOMIA ESTA GRIPADO

A QUEDA DO TURISMO

O turismo é o principal alicerce da nossa economia ultraperiférica e tem o papel principal como motor da economia regional. O turismo tem sido a área económica que mais riqueza deixa na M
adeira, mais postos de trabalho cria e mais receitas fiscais contribui para o Orçamento Regional. É inegável a importância que o turismo ganhou ao longo dos anos, para mais, numa situação como a que atualmente vivemos em que, os outros dois pilares que sustentam a economia, construção e Centro Internacional de Negócios, um está manco e outro coxo. 
O turismo é a nossa aposta de eleição. Mas terá sido a aposta do Governo? Claramente que não. Todos sabemos como tem sido projetada a ocupação do nosso território, sem o mínimo cuidado com os impactos paisagísticos e com a deterioração da qualidade do nosso destino. Por outro lado, a falta de apoios à promoção demonstram a inqualificável irresponsabilidade do Governo Regional, matéria esta muito criticada pelos diversos agentes que trabalham neste sector.
Os dados estatísticos, ao nível dos proveitos totais do turismo, demonstram que hoje estamos pior que há 6 anos atrás. Sei que ainda é cedo, mas a diminuição dos proveitos do turismo começam a ter uma lógica que pode passar de conjuntural a estrutural, se nada for feito rapidamente.

Sem comentários: