quinta-feira, 13 de novembro de 2008

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA DO GPPS-MADEIRA


GRUPO PARLAMENTAR DO PS-MADEIRA

ELEIÇÃO DO VICE-PRESIDENTE DA ALR


(Declaração à imprensa produzida pelo Presidente do Grupo Parlamentar do PS-M: Victor Freitas)

1. O Partido Socialista-Madeira ouviu atentamente as afirmações do Senhor Presidente da República sobre a situação política na Madeira, nomeadamente sobre os actos de ilegalidade praticados no primeiro órgão de governo próprio.

2. O Senhor Presidente da República garantiu ao País que o funcionamento da Assembleia Legislativa da Madeira tende à normalidade e apelou ao bom senso e à ponderação.

3. O Grupo Parlamentar do Partido Socialista assume as suas responsabilidades políticas como maior partido da Oposição regional e quer dar igualmente o seu contributo para que a palavra do Chefe de Estado se cumpra.

4. Para os democratas, só há um meio de aferir a normalidade democrática: o cumprimento da Constituição da República e do Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma da Madeira.

5. Assim, e em consonância com a confiança que fazemos no compromisso que o Senhor Presidente da República assumiu perante o País e perante todos os Portugueses, o Grupo Parlamentar do Partido Socialista apresentará o Dr. Bernardo Martins como candidato à Vice-Presidência da Assembleia Legislativa da Madeira

6. Pretendemos, com esse gesto, contribuir para que a pluralidade democrática da casa-mãe da Autonomia e da Democracia seja respeitada na constituição plural da sua Mesa e para que o Parlamento regional não viva em “Estado de Excepção”, numa situação sem paralelo na Europa democrática.

7. A palavra do Chefe de Estado deve ser acatada e a confiança que depositou no parlamento madeirense não pode, em circunstância alguma, ser defraudada.

8. Que cada um faça o que lhe compete. O PS cumprirá o seu dever e procurará dar o seu contributo para a dignificação do primeiro órgão da Autonomia.


Grupo Parlamentar do Partido Socialista

Funchal, 13 de Outubro de 2008

2 comentários:

Alexandro Pestana - www.miradouro.pt disse...

E mais nada! hehehe.

Andesman disse...

Não se deve desperdiçar esta oportunidade de dificuldade e embaraço para a maioria, para forçar o PSD/M a cumprir as regras democráticas.