terça-feira, 18 de novembro de 2008

MADEIRA NA BANCARROTA..

O ORÇAMENTO DA MADEIRA É A ASSUNÇÃO POR PARTE DO PSD-M QUE A REGIÃO ESTÁ TECNICAMENTE EM SITUAÇÃO DE BANCARROTA!
PS-M critica Orçamento Regional para 2009

Proposta do Governo é "uma decepção e machadada" para os madeirenses"
Data: 18-11-2008
O grupo parlamentar do PS/M afirmou hoje que a proposta de Orçamento Regional para 2009, entregue segunda-feira pelo governo da Madeira, é "tímido, insuficiente, uma decepção e machadada" nas aspiraçõe dos madeirenses.
Em conferência de imprensa, o deputado socialista insular Carlos Pereira considerou que o OR/2009 é "uma oportunidade perdida", acrescentando que era esperado um "orçamento reformador e de coragem", tendo surgido um projecto "quase confrangedor, cheio de atalhes e esconderijos, recheado de tropelias".Opinou ser "um orçamento que é pouco credível e coloca a nu as fragilidades deste governo, a sua falta de categoria técnica", adiantando que serve "para manter o estado de coisas que o PSD habituou os madeirenses: mais endividamento e desperdício"."O OR 2009 é tímido, insuficiente e até nulo nas medidas necessárias para devolver a esperança aos madeirenses", argumenta o PS/M.
Entre os reparos que faz à proposta, pode ler-se que no OR/2009 "não existe o mínimo esforço do governo para explicar ao exterior que estamos pobres e que foi tudo uma mentira, um jogo político, a ideia de que o PIB (Produto Interno Bruto) representa a riqueza" dos madeirenses.
Aponta que ficaram goradas as expectativas de que a politica fiscal aliviasse o peso dos impostos sobre os madeirenses, visto que a Madeira "é uma das regiões do país onde ela é mais elevada", o que torna uma zona menos competitiva."Ao contrário, o OR/2009 não baixa os impostos e insiste na manutenção de taxas de IRS sobre as famílias muito elevadas", sustentou. Refere que as receitas dos madeirenses mal utilizadas vão contribuir para o aumento do desemprego, falências, bolsas de pobreza, insegurança, endividamento, gerar confiança junto dos empresários e afastar o investimento privado. Enuncia que no capítulo das despesas "orçamenta sempre menos que executa", que as receitas estão empoladas, uma parte significativa do plano de investimentos é para projectos já concretizados, que haverá um aumento da dívida directa, criticando o facto dos avales aumentarem para 1500 milhões de euros."Quase tão grave como este mau orçamento é o que o documento para 2009 esconde", destaca o PS/M, desafiando o PSD a esclarecer a várias questões, entre as quais, qual o montante efectivo da dívida da Madeira, qual a estratégia de diversificação da economia que defende, onde está o rigor e a transparência, onde pára uma política de investimentos rigorosa e de rigor das contas públicas.
O grupo parlamentar socialista insular anuncia que apresentará um conjunto significativo de medidas que têm por objectivo minimizar os efeitos nefastos deste orçamento do PSD".
A proposta de Orçamento e Plano da Madeira para 2009 serão discutidas de 09 a 11 de Dezembro na Assembleia Legislativa da Madeira, estando agendada a votação para o dia seguinte.
Lusa

1 comentário:

Alexandro Pestana - www.miradouro.pt disse...

Já vai nos 7000 milhões? Onde é que isto vai parar !!??