quarta-feira, 26 de novembro de 2008

INCOMPATIBILIDADES DOS DEPUTADOS

Sem lei de incompatibilidades na região, os líderes políticos fazem trabalho privado sem limitações. O Governo Regional contratou com o Banco Efisa, do grupo BPN, a montagem dos maiores financiamentos através de Deputados do PSD-Madeira.
A Comissão de Regimentos e Mandatos na ALRAM equivalente à Comissão de ética na Assembleia da República tem como Presidente o Deputado Tranquada Gomes ......ética qual ética?

6 comentários:

Anónimo disse...

https://www.blogger.com/comment.g?blogID=562798012095754538&postID=8090094564576522307&isPopup=true

Noticia retirada do site do Dossier de Imprensa de intresse para a Calheta

" Aproveito também para lançar o desafio de discutir o tema Eleições Autárquicas na Calheta, pois ouve-se dizer que Duarte Gouveia será o Candidato á Câmara. Esta bem posicionado, pois tem ligações á Calheta (pai nasceu no concelho). Fala-se que é para restituir ao PS o acordo que foi feito com o Jacinto Serrão em que o pai avançava na Calheta como candidato á deputado para dar lugar ao filho no Funchal. E depois Gregório Gouveia seria chamado para a assembleia pelo “sacrifício” de concorrer pela Calheta.

19 de Novembro de 2008 13:44"

amsf disse...

Para memória futura deixo aqui um comentário que coloquei no blog acagarra no dia 19 de Novembro

amsf disse...
Suspeito que o BPN irresponsávelmente concedeu empréstimos ao Governo Regional e agora este teme que a nova gestão seja dura na honra atempada dos mesmos!

Alexandro Pestana - www.miradouro.pt disse...

A ordem dos advogados um dia destes oferece um par de patins à cada um deles... lol

amsf disse...

Ó anónimo, Baby-Boy

Essa de publicar no blog como post e depois publicar, de forma anónima, como comentário em vários blogs não é muito inteligente!

Ultimamente andas muito descuidado, deixas impressões digitais por todo o lado! Vejo que segues as "novas" directrizes do AJJ, dadas no congresso da JSD, para se infiltrarem em tudo o que mexe!

Anónimo disse...

Na notícia são referidos os deputados Tranquada Gomes e Coito Pita, da bancada parlamentar do PSD, por si ou através do escritório de advogados de que são sócios.

Acontece que:

1- O escritório nunca prestou serviços de assessoria jurídica quer ao BPN quer ao Banco Efisa, instituições que nunca fizeram parte da sua carteira de clientes.
2- Limitou-se a disponibilizar, desde 1993 para a então Efisa – Engenharia Financeira, S.A, espaço para esta domiciliar a Sucursal Financeira Exterior criada no âmbito do Centro Internacional de Negócios da Madeira.
3- A contrapartida para a cedência do espaço é mensal e na importância de € 250, a que acresce o IVA em vigor.
4- O escritório não prestou nem presta serviços jurídicos ou de outra natureza à referida sucursal que não os de mera domiciliação.
5- O signatário não é, nem alguma vez foi, advogado do Dr. Abdool Vakil, pessoa com quem apenas conversou uma ou duas vezes e seguramente há pelo menos 10 anos atrás.
6- Nunca esteve directa ou indirectamente ligado a eventuais negócios do referido Dr Abdool Vakil, na Região ou fora dela, se é que os ditos existiram.
7- Do mesmo modo, o escritório não tem nem alguma vez teve qualquer intervenção em operações de financiamento que o Banco Efisa ou o BPN tenham realizado com a Região.
8- Nem o escritório nem qualquer dos seus sócios foi ou é cliente das referidas instituições, sobre as quais, obviamente, não emite qualquer juízo de valor.
9- Em conclusão : os deputados em causa nunca, repete-se nunca, tiveram ligações, de qualquer natureza, ao BPN.

Pelos motivos sumariamente explanados, a notícia não tem fundamento, é falsa, desproporcionada e tendenciosa, a que não será certamente alheio o facto do senhor jornalista autor da notícia ser conhecido nos meios locais como ideólogo e serviçal do PS.

Com os melhores cumprimentos,
Funchal, 26 de Novembro de 2008

(J. L. Tranquada Gomes)

Anónimo disse...

estou certa que com mais 3 blogs anónimos, o ps e o pnd vão ter maioria em 2009 e 2011.