sexta-feira, 14 de novembro de 2008

“Últimos insultos” de Jardim

Sindicato repudia declarações a jornalistas que cobriram incidentes com o deputado do PND

Data: 13-11-2008

O Sindicato dos Jornalistas na Madeira repudiou hoje publicamente os "últimos insultos" dirigidos pelo presidente do Governo Regional aos profissionais da comunicação social que fizeram a cobertura dos episódios com o deputado do PND.
O SJ-Madeira reagiu às declarações de Alberto João Jardim recomendando aos jornalistas "um bom curso de formação profissional" para evitarem "dar cobertura a patetices" e pediu ao povo para "ir tratando" da oposição, na sequência da polémica em torno do deputado da Nova Democracia que desfraldou uma bandeira nazi no parlamento madeirense."Mais uma vez o dr. Alberto João Jardim culpa terceiros por cenas protagonizadas por si próprio e por outros políticos, numa lamentável estratégia de fuga às responsabilidades", refere a direcção.
Neste "caso concreto dos episódios registados na semana passada na Assembleia Legislativa da Madeira, os jornalistas cumpriram cabalmente a missão de informar com rigor e responsabilidade a população".A direcção regional do SJ declara "não aceitar que o líder do PSD-M cite os jornalistas para remeter recados aos deputados do seu partido, pois só a estes se poderia estar a dirigir quando sugeriu um bom curso de formação profissional"."Compreendemos que queira evitar novas decisões ilegais e inconstitucionais que desqualificam o parlamento regional, mas exige-se que deixe de uma vez por todas de transformar os jornalistas em bodes expiatórios de decisões políticas menos ajuizadas", sustenta.A estrutura sindical representativa dos jornalistas da Madeira lamenta ainda "os apelos do presidente do Governo Regional a eventuais tratamentos pelo povo", defendendo que, "não sendo inédito, é de todo desaconselhado nesta altura de sentidas dificuldades incentivar situações eventualmente geradoras de intolerância e agressividade".
Lusa

Sem comentários: