quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

O ANGUSTIADO


Quando Jardim chegou ao poder mudou o nome da Quinta das Angustias para Quinta Vigia.
Ele próprio assumiu a nova denominação da quinta e durante anos vigiava tudo o que se passava na Madeira, era também um velador, porque no seu espírito floresceu a ideia que velava pela Madeira, era o seu patrono e o seu protector.
Hoje jardim está cada vez mais distante da Madeira e dos Madeirenses, já não vigia o que por aqui se passa, nem vela pelo bem-estar da Madeira. Nota-se no discurso proferido na Assembleia Legislativa da Madeira sobre o Orçamento para 2009 um João Jardim profuso, difuso e confuso, sem chama, sem estratégia, sem rumo, mas angustiado.
Mais uma vez, os fantasmas daquela quinta, o seu nome original, Quinta das Angustias, toma conta de quem a habita. De vigia, velador, patrono e protector, João Jardim é hoje, cada vez mais, um angustiado.