quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

O DISCURSO INDIGENTE DE ALBERTO JOÃO JARDIM

Quem assistiu ao se discurso na ALRAM, onde brindou as oposições com uma serie inenarrável de impropérios, vislumbra os estados de alma do dito.

Aliás o seu discurso e a sua verborreia de ofensas não diz nada sobre os partidos da oposição, mas diz tudo sobre quem os proferiu. O angustiado já não consegue esconder os seus estados de Alma.

Sem comentários: